Governo Eletrônico Brasileiro
Afinal, o que é
Inclusão Digital?
Universidade de São Paulo
Escola do Futuro

Destaques da questão aberta "Para você, inclusão digital é":

:: voltar ::

a inclusão digital é uma estupidez dos empresários que pensam que todo cidadão é desprovido de inteligência utilizar um computador é uma coisa fácil e simples,pois o computador foi projetado para serês humanos e não para gênios extraterrestres. quem pensa que utilizar um computador é complicado ou difícil,pouco entende de computadores e não passa de um ignorante incompetente,e isso é o que vocês são fazendo este tipo de pesquisa idiota.

É um esforço ou busca de implementar eficazes ações que levem a sociedade como um todo a terem acesso ao conhecimento. Isto se faz necessário, pois é percebível que estamos entrando em uma nova realidade social onde o conhecimento, a informação e aprendizagem assumem uma importância substancial nesta sociedade globalizada em que vivemos, onde a exclusão social se estabelece. Há diversos impactos sociais que já estão sendo criados por este novo formato de sociedade e acredito que a proposta "Inclusão Social" vem amenizar, ou até mesmo democratizar o acesso ao conhecimento para aqueles que hoje estão excluídos deste processo de aquisição de conhecimento.

Exercício da Democrácia dando oportunidade de ampliar seus conhecimentos.

Inserir, no mundo da informática, o maior número possível de usuários, para ampliar o conhecimento de mundo e uma maior consciência social.

Oferecer oportunidade para todos terem acesso ao uso das tecnologias de informação e comunicação, independente de classe social ou localização geográfica.é muito importante também que as pessoas sejam informadas de como utilizar-se dessa tecnologia benéficamente.

Seria um processo de direcionamento ao conhecimento ao mundo digital, influenciando na identidade cultural e social das pessoas.

Sinônimo de cidadania.

Possibilitar o acesso livre aos sistemas de informação mantidos pelos Governos em qualquer formato, bem como aos serviços de governo voltados para o cidadão, os quais, sem exceção devem estar no ambiente Governo Eletrônico ( 24 x 7).

A capacidade de compreender a potencialidade do uso das tecnologias digitais a favor do indivíduo.

A democratização ao acesso as informações digitais, sendo necessário o treinamento e disponibilização de equipamentos para todos, sem distinção de classe social. Isto é, identificando as dificuldades de aprendizado de cada indivíduo e traçando um aprendizado adequado.

A democratização do conhecimento.O controle da informação não pode mais ser exercido como tática de dominação.O caminho não é mais a segregação, o acúmulo a individualidade e sim a socialização das informações.

A efetiva democratização da tecnologia para o cidadão. Hoje, a tecnologia é excludente. A inclusão digital tem que ser distribuída de forma gradual e contínua, ou seja, desde a criança setaneja (em algum momento tem que ter acesso em pelo menos "ver" um computador. Até o caboclo do amazonas, que é aquele idoso que tem muita história pra contar e não sabe como...

A exclusao social tem diversos fatores. A Inclusao Digital é a eliminação do fator digital dentre eles.

A expansão da possibilidade de acesso à informação pela via digital e a expansão da possibilidade de tratamento/compreensão dessa informação

A inclusão de sujeitos na área de informática, não só no que diz respeito a softwares e hardwares, mas também na inclusão de debates, palestras, seminários, enfim, projetos que possibilitem aos cidadãos construir, na medida do possível, concepções "críticas" a respeito da tecnologia.

a inclusão de toda a sociedade para que todos possam evoluir.

A inclusão digital é mais um passo em direção da inclusão social , funcionando como uma ponte entre o acesso à informação e a possibilidade de conseguir um emprego.É mais uma ferramenta em nosso favor.

A inclusão digital é o acesso às tecnlogias da informação e da comunicação, dominando-as e compreendendo-as de forma crítica, e principalmente promovendo o desenvolvimento humano e a inclusão social das pessoas.

A inclusão digital é o livre acesso dos cidadãos a esse novo mundo digital, criado pela disseminação da internet, e da comunicação a distância em geral.Livre acesso dos cidadãos a computadores, telefones celulares, e toda gama de tecnologia que rege a vida das pessoas. Essa inclusão digital só poderá ocorre se vier acompanhada da inclusão social.

A Inclusão Digital é um conceito que engloba as novas tecnologias da informação e comunicação, a educação, o protagonismo, possibilitando a construção de uma cidadania criativa e empreendedora. A Inclusão Digital é um meio para promover a melhoria da qualidade de vida, garantir maior liberdade social, gerar conhecimento e troca de informações

A inclusão digital é um conjunto de fatores que visam possibilitar o acesso cada vez maior das pessoas, pobres ou não, às facilidades do mundo informatizado, Sendo que, no caso das pessoas mais pobres, esse acesso deve representar um avanço social e cultural significativo.

A inclusão digital para mim, é, pelo menos, o cidadão conseguir operar um terminal de auto atendimento no banco 24 horas. Inclusão digital é você concretizar a Aldeia Global, todos tomando consciência do valor da Internet

A inserção de todas as classes sociais no uso da tecnologia da informática como meio de atingir um aprimoramento cultural, social e profissional, bem como estar inserido no contexto da nova sociedade que se utiliza do meio digital.

A inserção do indivíduo na sociedade digital, mediante a capacidade de utilizar, interagir e interpretar as diversas mídias usualmente utilizadas pela informática.

a interação e o progresso para um povo pouco esperto...

A oportunidade de resgatar o povo do condicionamento sub-cultural a que fica submetido pelos meios de comunicação ao proporcionar novos horizontes.

A participação de TODAS as pessoas no mundo da informática/internet, que hoje são fontes democráticas da informação, à qual todos têm direito. Talvez a inclusão digital possa gerar uma outra inclusão, mais urgente e necessária que é a INCLUSÃO SOCIAL, que permitirá diminuir o abismo entre os mais pobres (MUITOS) e os detentores da riqueza do país (relativamente poucos).

A participação de todos na era digital, ou seja, pobre, ricos, classe média, todos, utilizando a Internet como uma fonte de pesquisa e eterno aprendizado.

A possibilidade de todo cidadão poder utilizar este recurso de forma responsável e autônoma, possibilitando uma grande rede de comunicação mundial

A possibilidade do cidadão pode dialogar livremente com outros cidadãos, inclusive de outras nações sobre a sua própria vida, desejos, necessidades e aspirações, de forma individual e coletiva.

A possibilidade do cidadão usufluir de qualquer atividade pública ou não, que necessite ultilizar a "informática". Ex. Caixas Eletrônicos, Guias Eletrônicos ou simplismente ter um e-mai.

Acesso à mídia digital, formaçao e capacitação dos usuários na utilização dos recursos da mídia digital (consultas, softwares, aplicativos, e-zines, rádios on-line, produção de material didático alternativo e diferenciado); alfebetização e letramento digital; desenvolvimento de softwares livre e máquinas de baixo custo; acesso aos recursos e bens simbólicos produzidos na rede; formação de agentes multiplicadores e constituição de redes e rizomas.

Acesso a um processo de auto educação. Como o direito à educação tem sido historicamente negado, o direito à inclusão digital poderia contribuir para um auto-direcionamento em relação à própria educação. Neste sentido a maior responsabilidade ou à quem cabe maiores iniciativas no sentido de viabilizá-la seria dos governos municipais, estaduais e federais.

Acesso aos meios eletrônicos, a conexão, e ao conhecimento e habilidades que permitem utilizar os meios eletrônicos com significado na vida do cidadão. É promover inclusão social, com o uso de mecanismos eletrônicos. Deve ser integrada com outras políticas públicas de inclusão social.

Acesso democrático às TIC's (Tecnologias da informação e da comunicação) de maneira que proporcione apropriação social, de forma otimizada e engrandecedora para os envolvidos e para a sociedade.

Acesso democrático e gratuíto à rede internacional de informações e às demais demandas geradas para um micro (trabalho, escola, lazer etc), a todos os cidadãos brasileiros.

Acesso democratizado aos processos e ferramentas da informática

Acesso direto e irrestrtito em qualquer tempo e lugar, com apoio e aprendizado anterio, é o individuo ter sua conta e poer acessa-la quando necessário. é o acesso ao direito, informação e ao dados do Estado como Cidadão. Podendo utilizar equipamentos com tecnologia equivalente (atual).

Acesso e utilização dos meios digitais para que se promova o bem comum, facilite aprendizagem e dissemine conhecimento.

Ao mesmo tempo é parte de um processo maior (um projeto de inclusão social mais amplo) e tem, dentro de si, diversas outras ações (desde o uso do software livre até uma política industrial, passando pela interação com outras mídias e a cultura e um processo construtivista de uma certa pedagogia virtual, entre diversas outras ações). Indo muito além da simples instalação de computadores em comunidades carentes.

Apropriação das tecnologias de informação e comunicação pela população através de centros de acessso público e gratuíto, bem como o domínio da linguagem da era digital; gerando assim condições para o exercício de uma cidadania ativa e para uma participação efetiva no controle social das ações do poder público.

As pessoas conhecerem o que é informática (recursos, programas, equipamentos), como utiliza-se, e compreenderem a importância para suas vidas. É o cidadão(a) autor e gestor de sua própria inclusão digital e social, tendo base para a busca do conhecimento e valorização e desenvolvimento de habilidades e competências para construção de uma sociedade justa, inclui o saber sobre sua origem, onde vive(...). Pergunta-se "O que vai fazer com que a vida do cidadã(o) mude ?" Será realmente útil para ele saber teclar palavras e clicar em botões sem sem saber para que serve realmente, em se tratando de inclusão(...)

Bem, nunca ouvi falar sobre esse tema, deve ser uma forma de todos terem acesso ao mundo digital

Como o nome já diz é incluir a pessoas , de um modo geral, no âmbito do "mundo digital", tornar possível e estimulante o acesso a Internet, e por meio dela,proporcionar aos usuários diferentes possibilidades de desenvolvimento social, cultural, intelectual, etc.

Como um sonho, tornar comum a toda sociedade,independente dos seus valores monetários, políticos e culturais a tecnologia digital nos seus mais variados campos, para que se possa buscar um tempo igualitário nesse contexto.

Compartilhamento de rede, abrindo espaço para a propagação dos valores da democracia e do direito à informação, e fomentando a participação ativa da população, com ônus e bônus, na sociedade.

Conseguir fazer com que um maior número cada vez maior de pessoas consiga interagir comodamente com os recursos tecnológicos e de comunicação disponíveis no computador

Criação de competências para acesso à sociedade da informação e comunicação, em toda a população economicamente ativa

Criar uma política pública de incentivos (em todas as áreas: públicas, privadas e ONG's) para a inclusão digital de 100% dos brasileiros.

Dar à população condições de mesmo sem ter um contato frequente com o computador, poder entender e utiliza-lo quando necessário, uma vez que a informática hoje (para o usuário) está cada vez mais simples. A inclusão digital não se limita ao uso do computador e sim, a todo e qualquer produto informatizado, seja um mocroondas, atendimento eletrônico bancário ou o painel de uma máquina de lavar.

Dar acesso ao mundo digital para todos, sem levar em conta a situação financeira, raça, religiosa, etc.

Dar condições para que todas as pessoas inclusive analfabetos e os deficientes fíisicos (dependendo do grau de deficiencia,)tenham acesso a computadores, teminais de banco, Caixas automáticos, internet e todas as facilidades e informações que e a vida moderna nos permite atraves da comunicação e instrução rapida.

Dar possibilidades às pessoas de maior participação na sociedade informatizada, maior acesso à cultura, informação e ao conhecimento.

Desmisticar a informática enquanto linguagem dominante e mitificada. Promover o contato do cidadão com o computador e com suas potencialidades, com ênfase especial nos excluídos sociais: camadas pobres da população, idosos, deficientes, segregados em hospitais, prisões etc. Fornecer instrumental e lições básicas das operações de uso socialmente estabelecidas (bancos, formulários, impostos, multas etc), e "realfabetizar" os cidadãos excluidos nos programas e recursos de uso mais universalisado. Trabalhar politicamente pelo barateamento de máquinas básicas, estabelecendo linhas de financiamento baratas e de fácil acesso voltadas especificamente para aquisição/melhoria de máquinas pré-instaladas com softwares gratuitos. Estimular tais caminhos junto à sociedade civil organizada.

Direito à Informação por qualquer cidadão brasileiro, infoinclusão em todo o país,diminuindo assim as barreiras entre o saber e saber fazer, de um lado, e do não saber nem saber fazer, de outro, permitindo ao cidadão incluir-se neste mundo contemporâneo cada vez mais informatizado, contribuindo com a exclusão da maioria de brasileiros do analfabetismo digital.

Disponibilizar através do barateamento dos equipamentos e tarifas, acesso à rede mundial de computadores as pessoas menos favorecidas, incluindo principalmente as escolas públicas estaduais e as fundações de apoio a escola técnica. Facilitando a compra de equipamentos e o acesso a essas pessoas e capacitando-as para a utilização dessas ferramentas necessárias e fundamentais nas relações do mundo moderno.

Disponibilizar conhecimento e ferramentas para não agravar a exclusão social no país, contextualizar cidadãos na sociedade da informação e capacitá-los para utilização de instrumentos em prol de seus direitos e deveres, auxiliar o acesso à informação promovendo aprendizado, criatividade e penetração no mundo digital, visto ser este um paradigma, aparentemente, irreversível.

Disponibilizar e Criar formas de acesso a todos os cidadãos por meios eletrônicos/digitais, acesso a informações, seviços, etc. Com objetivo de diminuir a distância entre as pessoas já incluídas das excluídas, da mesma forma que existe diferenças entre pessoas que tem acesso a ótimas Universidades e as que nem mesmo tem acesso a cursos básicos. Significa criar uma sociedade mais homogênia e distribuir de forma mais democrática, conhecimento.

É a efetiva participação do cidadão na sociedade da informação, com todos os benefícios que esta pode lhe garantir. Temos que ter cuidado para que uma pseudo "inclusão digital" não sirva para agravar ainda mais a exclusão social.

E a facilitação do acesso aos serviços e avanços da tecnologia da informação para todos, principalmente àqueles que não possuem meios de provê-los.

É a forma de ter acesso aos meios de comunicação tanto na internet, como na telefonia, televisão e outros meios que utilizem da comunicação com a sociedade, usando o computador ou não de forma direta.

É estar em uma condição como a minha:não saber nada sobre informática,internete e etc, não ter condicões de buscar esse conhecimento(condições financeira) e tambem não receber ajuda do governo para vir a ter essaa condições. de vista é ter uma posição como a minha:nao ter

É possibilitar o acesso popular às novas tecnologias, principalmente à Internet, através da redução de custo dos computadores e linhas telefônicas e com instalação de computadores em todas as escolas públicas.

É PROMOVER AÇÕES E CRIAR MECANISMOS QUE GARANTAM À TODOS OS CIDADÃOS A POSSIBILIDADE DE ACESSO À INFORMÁTICA.

É prover não somente o acesso, mas a educação para entender esse acesso e as informações oriundas dela por todas as camadas da sociedade.

É um projeto destinado a valorizaçao e disseminaçao do conhecimento, atraves da tecnologia da informatica e internet, para que todas as pessoas, alem de obterem conhecimentos em informatica, compartilhem suas idéias, opiniões, seus conhecimentos, e realizem pesquisas sobre temas de seu interesse, independentemente da classe social ou grau escolar.

é uma alternativa emergente que visa minimizar ou até acabar com a exclusão social que afeta grande parte da sociedade que não tem acesso a informática. Incluir é compartilhar o saber e a linguagem digital ao maior número de pessoas possível, é permitir acesso livre ao seu uso e dar possiblidades às pessoas para se comunicarem por meio da tecnologia.

É uma das maneiras de respeito aos direitos individuais e coletivos determinados internacionalmente pelos indivíduos preocupados com a inclusão social, maneira pela qual se aperfeiçoará as relações interpessoais, o enriquecimento em capital social e auto estima pela consciência do pertencimento em uma nova era informacional.

É uma forma de indução social e principalmente reduzir a precariedade da pobreza, que segundo M.B.Wanderley, o de nova pobreza, para os desempregados de longa duração que vão sendo expulsos do mercado produtivo e os jovens que não conseguem nele entrar, impedidos do acesso ao "primeiro emprego". São novas adaptações da sociedade moderna, os excluídos na terminologia dos anos 90, na era da informação que não encontram lugar no trabalho.

É uma questão de cidadania, de direito. Através da informática poderá ocorrer a integração do indivíduo a sociedade, através do exercício de seu direito. A inclusão digital promove o ser humano, faz com ele se sinta integrante do mundo, participante ativo.

Envolve a tarefa de repensar a inserção das TIC no processo de construção de conhecimento através de acesso, colaboração, comunicação, representação e autoria. Acesso deve ser compreendido não apenas como o acesso à rede de informações, mas também como a eliminação de barreiras arquitetônicas, de comunicação e de acesso físico, equipamentos e programas adequados, bem como conteúdo e apresentação da informação em formatos alternativos. Acesso com consciencia...responsabilidade!

esclarecimento, treinamento,capacitação e desenvolvimento das comunidades de baixo poder aquisitivo; disponibilização de equipamentos e acesso gratuito à conexões onde essas comunidades possam utiliar-se de serviços digitais , sejam para emprego e renda, educação ou entretenimento; apoio às pesquisas nas áreas de TI que visem a democratização do uso de serviços digitais.

Esforço conjunto da sociedade civil e do estado para que o acesso à internet e à informática se faça de maneira mais democrática sobretudo como ferramente de informação e geração de renda.

estar em condições de decodificar símbolos, utilizá-los de forma crítica na resolução de seus problemas. È ter posse de informações transformá-la em conhecimento, socializando os resultados desta experiência, colaborando para a disseminação do saber. É estar conectado com o mundo e se sentido parte dele.

Estar em contato com o mundo e com as informações através do computador conectado a internet.É capacitar os jovens que não têm acesso a tecnologia e inseri-lo neste mundo globalizado.

Estar em sintonia com o "futuro", ou melhor com uma nova realidade, uma nova visão e possibilidades de comunicação, de vendas, de linguagem, etc.

Estar fora do contexto estar fora do mercado de trabalho estar fora do mercado mundial, estar desconectado estar totalmente desplugado do meio de comunicação internacional, ser um leigo digital!

EXTREMAMENTE NECESSARIO E FUNDAMENTAL TANTO ATUALMENTE QUANTO PARA O FUTURO, POREM INVIAVEL SEM O ENSINO FUNDAMENTAL, MEDIO E SUPERIOR SEM QUALIDADE

Facilitar a compra de equipamento e baratear o acesso à internet. Olha o meu caso:- Tenho o equipamento, comprado a prestação, mas estou encrencada com a conta da Telefonica.

Facilitar o acesso de todos às novas tecnologias, especialmente à internet. Penso que deva ser uma ação complementar a outras de inclusão social, como alfabetização.

Facilitar o acesso livre a qualquer assunto relacionado à infomática para qualquer pessoa. Desde pesquisas escolares, até a montagem de um equipamento.

Facultar a todos o acesso aos avanços tecnológicos virgentes. Apoiando e incentivando iniciativas privadas ou públicas neste sentido...

Familiarizar não só a tecnologia, mas também a informação à sociedade com o intuito de melhorar a capacitação profissional e intelectual das pessoas para a geração de conhecimento contribuindo para melhorar a qualidade de vida das pessoas estimulando suas competências e inteligências afim de reduzir a alienação das pessoas em relação a todos os aspectos da vida.

fator essencial para a inclusão/reinclusão das pessoas na sociedade atual; uma forma de ampliar a participação na sociedade daqueles socialmente excluídos por fatores econômicos e culturais.

Favorecer condições para acesso dos cidadãos ao conhecimento via computador. Ações de educação utilizando a informática são importantes para o desenvolvimento de redes de aprendizagem que, por sua vez, ampliam a capacidade intelectual e a riqueza humana do país.

Fazer com que o cidadão comum, tenha oportunidade de conhecer e aprender o que pra ele, talvez seja um bicho de sete cabeças e na verdade não o é.

Fazer com que todo cidadão rico ou pobre,jovem ou velho, negro ou branco, brasileiro o não tenha acesso ao mundo digital, que é tão imenso e interessante,

Fazer com que um maior número de pessoas tenha acesso à informática, através de ações facilitadoras para aquisição de softwares e até hardwares.

Ficar preso, sem liberdade de expor minhas idéias olho no olho, literalmente, de outra pessoa.

Ficar totalmente por fora como num mundo da idade média.

Fornecer através dos setores Público, Privado e Sociedade civil, recursos humanos e financeiros de forma a possibilitar a difusão do conhecimento, em específico da informática a pessoas de poder aquisitivo baixo, que na grande maioria estão nas periferias de São Paulo.

Inclusão Digital é a forma de inserir a população na sociedade do conhecimento e, assim, combater a desigualdade econômica, social, política e cultural, oferecendo maior oportunidade para acesso e produção de conhecimento, participação política, aperfeiçoamento profissional, impulso para melhoria das condições de vida individual, de organização comunitária, de desenvolvimento local.

Inclusão digital é a garantia de uma transformação social, não a tecnologia pela tecnologia, mas um espaço para que as pessoas possam adquirir os mais diversos conhecimentos, melhorar a auto-estima e propiciar uma qualidade na formação das pessoas.

Inclusão digital é ensinar a tecnologia existente mostrando sua utilidade. Sem conhecimento não há como acabar qualquer tipo de exclusão.

Inclusão Digital é proporcionar oportunidades de acesso à educação e ao trabalho por meio da apropriação das tecnologias de informação e de comunicação.

inclusão digital é quando as pessoas com necessidades especiais tem oportunidade de entrar e acessar pela internet como as outras pessoas.

Inclusão digital é toda a ação social que visa concientizar e ensinar pessoas a respeito do universo digital e das possibilidades que este niverso traz aos seus usuários.

Inclusão Digital é um conjunto, uma soma de: 1) Criação de políticas públicas - direito do cidadão; 2) Capacitação do cidadão para que este seja capaz de se desenvolver, de buscar informações e de transformar a sua realidade, interferindo com qualidade nos espaços democráticos existentes, ou mesmo, sendo capaz de criar novos espaços para o desenvolvimento da justiça, da paz e da igualdade, através do uso das tecnologias de informação e comunicação; 3) Equipamentos e acesso a informação digital disponíveis para todas e todos sem distinção.

Inclusão digital é uma expressão inadequada, que induz a caminhos que privilegiam a acessibilidade a hardware e software. Eu substituiria esse foco por "inclusão na sociedade digital", pela qual, por exemplo, um morador de periferia que nunca sonhe em passar perto de um teclado possa marcar uma consulta no posto de saúde, por telefone, sem se sujeitar à humilhação de pegar 3 ou 4 filas. Neste caso, não terá havido "inclusão digital", mas sim a "inclusão na sociedade digital", que tem a ver com inclusão social e não com tecnologia.

Inclusão digital não é apenas colocar meia dúzia de computadores no meio de uma favela e ensinar o menor a entrar na internet e digitar um currículo no Word. Inclusão digital é fazer com que a vida diária das pessoas seja facilitada, usando como ferramenta o computador, de acordo com a realidade de cada um. Além do mais, os programas da prefeitura, ONG´s e Universidades não funcionam. Eu já me inscrevi como instrutor em vários e nunca fui chamado p/ participar. O nível de conhecimento dos voluntários tb. é muito baixo.

Não existe inclusão digitaL SEM INCLUSÃO SOCIAL, não adianta ensinar todo mundo a usar um computador, dar computadores ao favelado, ao pai de familia desempregado que não tem condições de dar aos seus filhos sequer o pao de cada dia. É preciso, primeiro, fazer-se a inclusão social através de um redistribuição de renda, da criação de uma sociedade mais justa, para ai então, pensarmos na inclusão digital.

Não existir este termo porque supõe que cidadãos estão fora da realidade digital

Não permitir que as novas tecnologias agrave o hiato social, pelo contrário, que venha para diminuí-lo

Não permitir que o hiato social seja agravado coma chegada das novas tecnologias, pelo contrário, que ela sirva para ajudar a diminuí-lo.

O direito que qualquer pessoa tem de ter acesso a informação, pois vivemos numa sociedade onde a informação é valiosa, mas poucas pessoas tem acesso a ela.

O envolvimento democrático das pessoas na chamada educação virtual, de modo que todos tenham acesso a esta forma de ensinar e aprender, ganhando a tão propalada competência para atuar nos meios tecnológicos.

 poder público empenhado em colocar todos os brasileiros na era da informatica diminuindo a desigualdade social de acesso à serviços publicos ,laser,cultura e educação a distancia gerando oportunidade e igualdade.

O termo inclusão digital tende a transpassar a idéia de ensino de softwares aos excluídos da sociedade ou àqueles que não têm/tiveram oportunidades de utilizar um microcomputador, seja nas suas casas, seja na escola. Não consideramos exatamente este o significado de inclusão digital, mas sim a oportunidade de tirar proveito da tecnologia digital que não necessariamente está ligada a ser um usuário de um microcomputador.

oferecer oportunidades p/todos os brasileiros,principalmente portadores de deficiência,a fazerem pesquisas,elaborar textos, além de trabalho remunerado.O Brasil n/pode permanecer ignorando que, o computador e a Internet,fazem parte do presente .

Para termo inclusão digital se faz necessário termos também a inclusão social. Crieo que a inclusão digital é a inclusão daquele cidadão que não acesso as tecnologias da informção e comunicação, esta inclusão tem que se dar com qualidade, mostrando o que realmente o cidadão consegue obter se souber utilizar corretamente as tecnologias que ele tem acesso...

Para um país onde o analfabetizmo tem os números que o nosso país tem, inclusão digital é sem dúvida, um projeto menos prioritário. Mas é necessário comersar-mos os processos de inclusão hoje para que amanhã possamos colher os benefícios gerados pela informatização.

Permitir que diferentes setores da sociedade, especialmente, os setores pobres sejam alfabetizados na "linguagem digital" (domínio das ferrementas, programas,.sistemas (organização da informação) e equipamentos. Esse acesso perminte, quando bem conduzido, ampliar os horizontes para a sobrevivência em uma sociedade altamente competitiva e contraditóriamente possibilita a formação de redes de solidariedade (que evidentemente não substituem o contato humano..são apenas ferramentas de mediação secundária, isto é, facilitam os primeiros contatos que podem resultar em contatos face a face. Da construção das redes de solidariedade é possível a contrução de meios e mecânismo de inclusão social, ou seja, inclusão digital por si só não é igual a inclusã social...esse conceito é mais amplo do que o mero domínio de ferramentas de computação. A sua efetivação é vinculada aos direitos de cidadania.

PERMITIR QUE TODAS AS CAMADAS DA SOCIEDADE TENHAM IGUALDADE DE ACESSO AS NOVAS TECNOLOGIAS, SEJAM NA INFORMATICA COMO EM OUTRAS AREAS DE AVANÇO TECNOLOGICO QUE TEMIMPACTO NO COTIDIANO OU NAS FORMAS DE RELACAO DA SOCIEDADE.

Permitir que todo e qualquer cidadão brasileiro tenha acesso à TIC, em especial à internet. Diminuindo as barreiras e dificuldades que cada vez mais distanciam as classes menos favorecidas das oportunidades do mundo moderno. Também considero que a facilidade e utilidade do meio deve ser considerada, principalmente quendo tratamos de ações educacionais ou do governo, sem esquecer os deficientes - usabilidade e acessibilidade.

Permitir que todos os cidadãos possam se utilizar dos avanços tecnológicos e se integrar socialmente tendo acesso à tão "preciosa informação".

Permitir que todos os cidadãos tenham iguais codições de acessar o "universo online" e usufruir de todas as vantagens dessa nova mídia tecnológica, que deveria estar ao alcance de todos pobres e ricos, sem exceção. A inclusão digital é mais uma forma de proporcionar ao cidadão sua legitimidade de exercer a cidadania, e nao só isso, é uma forma de dar, de certa forma, autonomia ao cidadão.

Possibilitar a todos o acesso aos benefícios das novas tecnologias evitando,assim, a criação de um novo tipo de exclusão num país de tantos excluídos.

Possibilitar às pessoas de todas as classes sociais acesso aos conhecimentos necessários sobre informática e tecnologia digital em geral, que possa fazer com que elas usufruam das vantagens que esta tecnologia nos dispõe. Aquele povo que não tiver acesso a informação está talhado a formar um país que fracassará enquanto nação. A inclusão digital facilita o acesso a informação. Quem sabe o Brasil possa utilizá-la como um instrumento de educação?

PREFIRO USAR O TERMO EDUCAÇÃO DIGITAL, QUE É O TERMO QUE UTILIZAMOS EM TODAS AS COORDENAÇÕES ESTADUAIS e DISTRITAL."Acesso, de pessoas menos favorecidas, ao mundo da informática. Como ferramenta importante de aprendizado/cidadania, bem como de serviços governamentais."

quando uma pessoa não sabe é uma coisa agora quando ela não tem nem como aprender é outra: em poucas palavras --> é ensinar a quem não tem como aprender. Dar uma chance é muito importante a essas pessoas e o computador hoje em dia é fundamental pois ele abre outro mundo para aqueles olhos que ainda não viram nada!

Refere-se à mesma questão da inclusão social de um analfabeto. Dando-lhe as ferramentas necessárias para alfabetizá-lo, juntando com o apoio do educador e de programas de apoio (oficinas, artes, música, dança, confraternizações, etc), o aluno só não se alfabetizará se não quiser. Com a inclusão digital é da mesma forma. Temos "analfabetos digitais" e para alfabetizá-los, eles precisam das ferramentas básicas (computadores, acesso à Internet, material didático), orientadores capacitados apoiados com programas diversos (visitas técnicas, encaminhamento de emprego, monitorias, bolsas de estudo para os destaques, etc). Em suma, inclusão digital é alfabetizar àqueles que não conhecem a "linguagem" da informática, do computador e da Internet.

Saber e poder ter acesso a todo tipo de tecnologia que venha beneficiar o cidadão, incentivar a busca pelo conhecimento, ter um instrumentodepesquisa e trabalho em casa, na escola e locais de trbalho.

saber e poder utilizar as novas tecnologias que a informatica dispoõe,quebrando as bareeiras do analfabetismo digital, usalá-la como meio de obter novos conhecimentos num curto prazo de tempo, racionalizar meu trabalho, exercer minha cidadania, prevista em lei pricipalmente na LDB.

Tão importante como a alfabetização. Deve ser oferecida concomitantemente com as primeiras letras para acabar com a exclusão digital. O mundo mudou e a educação deve acompanhar a mudança para não perder o "bonde da História". Aliás, nem o bonde existe mais... melhor, a "nave da História".

Tenho um cyber-café e ficarei feliz se eu pudesse participar de um programa de inclusão digital à nível educacional ( por exemplo, eu disponibilizaria meu cyber , ou melhor , meus equipamentos , para que as escolas estaduais ou municipais tivessem aulas aqui. ) a inclusão digital é importante para que as pessoas tenham acesso à internet. ( mas sinceramente, acho muito dificil que isso aconteça ).

Ter o mundo do conhecimento em minhas mãos como: Educação, Cultura, Trabalhos profissionais, E-mail's, imformações do mundo todo instantaneamente e participar de todos tipos de forum para debate das questões que mais se interessar, seja politica, defesa das naturezas e...

tipo uma relaçao de perguntas para o governador mudar algumas coisas

Toda e qualquer iniciativa seja ela oriunda do Governo nos tres níveis ou através da iniciativa privada como grandes Coorporações,ONGs e toda entida voltada a baixar os níveis de exclusão digital.

toda população brasileira apropriada das tecnologias de informação e comunicação e utilizando-as na organização das comunidades nas quais atua,com repertórios cognitivos enriquecidos prioritariamente pela socialização de todos os saberes -populares e científicos.

Tornar disponível a todas as classes, o que hoje é de acesso exclusivo de poucos privilegiados: Informação.

tornar eficaz o direito fundamental do acesso e da livre expressão do pensamento, da cultura, da educação.

Tornar novas tecnologias acessíveis a um público cada vez mais amplo, reduzindo custos e desvendando indentidades sociais.

Tornar o acesso ao conhecimento sem fronteiras utilizando as tecnologias de informação para permitir isso.

Tornar todos os cidadãos capazes de usar a informática e a Internet para otimizar e maximizar suas atividades, de forma a atingir mais qualidade de vida e maior e melhor interação e participação consciente nas atividades de sua família, comunidade, classe ou país.

Tratar o cidadão de igual modo, independente de sua classe social, por exemplo:Nos Serviços Públicos de acesso à Internet como Telecentros, Infocentro, etc., atendem a população a belprazer dos Monitores, aos "chegados" não há limite de tempo, e atendimento é pior possível, até parece que são donos exclusivos dos computadores, No Infocentro da Sub-prefeitura do Itaim Pta., p. ex., o Monitor Rogério, principalmente a tarde ouve ROCK, com volume altíssimo, sem se importar com os usários presentes.

Um caminho para a inclusão cidadã, para a inclusão social, para a inclusão econômica, para uma inserção do Brasil como parte ativa da globalização.

um canal para a sociedade civil organizada ter acesso a informaçao e reinvindicar seus direitos, ter conhecimento dos Direitos, antes ignorados. Usar o e-GOV. Ou seja, o verdadeiro exercicio da CIDADANIA.

um compromisso muito importante que precisa ser todo reconhecido pelo nosso governo, pós, é através de inclusão digital que aprendi a navegar na Internet.

Um conceito vago, pois como incluir digitalmente pessoas que não são incluídas social, econômica e politicamente. Saber digitar, navegar na Internet não significa estar incluído.

Um conjunto de ações orquestradas da sociedade em prol da educação de qualidade, fundando em primeiro lugar a base de capacitação individual para entrar na era digital do conhecimento. Esse conjunto de ações deve compreender também ações que difundam o contato das pessoas com o equipamento e as tecnologias.

Um das formas de amenizar a exclusção sociail, não se restringindo apenas ao acesso à computadores ou internet, mas uma ampliação do conhecimento da população de uma forma geral.

Um direito de todos para o exercício pleno da cidadania, é ter oportunidade de acesso aos meios de comunicação permitindo, assim, crescimento pessoal e profissional.

um espaço recebido como graça de Deus num gesto de carinho especial por seus filhos onde eles possam refletir, trocar experiências nesse mundo de busca de novos conhecimentos para externar a criatividade que ELE colocou no íntimo de cada ser humano.

Um projeto através do qual todas as pessoas poderão ter acesso à internet e às suas tecnologias, como uma forma de abrangência da comunicação e da participação social

um projeto fundamental para minimizar o abismo entre grupos sociais, facilitando o acesso à informática, às informações e à cibercultura.

Uma extensão da questão de Inclusão Social. Não basta ter acesso. Tem que poder usufruir do meio. Exemplo: Sem dinheiro não existe necessidade de acessar site banco. Fazer parte da cultura popular. Saber localizar as informações necessárias. (Ex.: Localização dos pontos de assistência social/saude; direitos do cidadão). Ter um e-mail para poder se comunicar com os outros e receber mensagens, mesmo sem endereço fisico.

uma necessidade premente, sem dúvida a questão ainda são os altos valores de periféricos e equipamentos, e os cartéis q se formaram em um país como o nosso, hoje ainda é utópico pensar nessa inclusão, se infelizmente se morre de fome, de frio e por doenças (pasmem: por mosquito-da dengue, da malária,etc......)

Uma necessidade tanto quanto a alfabetização funcional. Sem isso, como resolver o problema de trabalho e renda, se as ocupações estão se deslocando para atividades que necessitam da inclusão digital?

Uma nova alfabetização; a assimilação de uma segunda língua, capaz de expandir as possibilidade de comunicação. E é claro que, sendo assim, deve dizer respeito a todos, sem exceção.

UMA QUESTÃO DE DEMOCRACIA E DISSEMINAÇÃO DE NOSSOS MAIORES PATRIMONIOS A CULTURA E A INFORMAÇÃO DESDE QUE BEM UTILIZADO PODE SER UMA ARMA CONTRA A FALTA DE OPORTUNIDADE DADAS A POPULAÇÃO

Uma realidade para uma pequena parcela da população. Um sonho inatingível para uma parcela significativa da população que não terá acesso, aqueles que continuam analfabetos e analfabetos funcionais.

Uma situação ideal que demandará tremendo trabalho para ser implementada e implantada, mas que, em última instância, pode correr o risco de se tornar somente mais uma forma de imperialismo capitalista se a sociedade civil organizada não fizer algo em seu favor.

Utopia

Viavilizar que cidadãos das classes menos favorecidas tenham oportunidades de acesso a sistemas de informação visando sua educação, obter melhores opções profissionais e gerando a concientização dos seus direitos e deveres.